FEHOSUL lança oficialmente o projeto QUALIS-RS de incentivo à acreditação

Ação pretende elevar qualidade assistencial e a segurança do paciente no estado​

qualis-rs ruffini

Em evento realizado na sexta-feira, dia 30 de junho, a FEHOSUL (Federação dos Hospitais e Estabelecimentos de Saúde do RS) lançou oficialmente aos seus filiados, o movimento denominado QUALIS-RS. O projeto pretende qualificar a gestão e a prestação de serviços na área da saúde, fundamentado em pilares do Sistema Brasileiro de Acreditação ONA e de práticas relativas às ações de Segurança do Paciente, conforme preceitos da RDC 36 da ANVISA, bem como de padrões de qualidade e segurança adotados pelo Ministério da Saúde e de reconhecidos organismos internacionais. O portal Setor Saúde, da FEHOSUL, esteve no lançamento, que ocorreu na sede da FASAÚDE, em Porto Alegre.

Para um público de 30 dirigentes e lideranças, que representavam mais de 20 instituições e entidades de saúde – como hospitais, laboratórios e clínicas –, o diretor executivo da FEHOSUL, Dr. Flávio Borges, e o coordenador do projeto, Dr. Sérgio Ruffini – IAHCS, apresentaram o QUALIS-RS, seus objetivos e características. Com isso, a FEHOSUL pretende elevar os padrões de gestão e atender aos mais adequados requisitos de qualidade e segurança na prestação de serviços na área da saúde.

Após a apresentação do detalhamento dos elementos técnicos que constituem o projeto, diversas instituições já assinaram o Termo de Adesão para participar das atividades do QUALIS-RS, que devem iniciar ainda no mês de julho.

Ao Setor Saúde, o professor Dr. Sérgio Ruffini explicou como irá funcionar o projeto “pioneiro no Brasil”, seus diferenciais e as metas do QUALIS-RS. “Para julho de 2018 a grande expectativa é que tenhamos 100% das instituições com a RDC 36, o Núcleo de Segurança do Paciente implantado”, afirmou Ruffini. Veja a entrevista a seguir:

O Dr. Flávio Borges ressaltou a importância desta ação da FEHOSUL para aprimorar a qualidade assistencial da saúde no Rio Grande do Sul. “O projeto visa qualificar as instituições através da melhoria dos seus processos e da implantação de programas de segurança do paciente”. Além disso, o diretor executivo também falou dos desafios que existem para implementar ações nesse sentido, e como a iniciativa da FEHOSUL irá facilitar o caminho das organizações de saúde do RS que buscam aprimorar seus serviços. Confira:

Para a médica patologista do Instituto de Patologia de Passo Fundo, Daniela Schwingel, o QUALIS-RS é uma iniciativa “excelente”. Segundo a médica, na apresentação foi demonstrado “de forma sintática, dinâmica e clara o que é um programa de acreditação, o que a gente precisa para ser acreditado, e ficou claro que vamos ter o apoio da FEHOSUL”. Assista a entrevista de Daniela Schwingel ao Setor Saúde:

Segundo André Luiz Pontin, diretor da DiagLaser (Porto Alegre) a iniciativa é “extremamente importante”, e que o principal objetivo buscado pela instituição ao aderir ao projeto é “a melhoria na qualidade do atendimento e na segurança para o paciente”. Confira o representante da DiagLaser em declaração ao Setor Saúde:

O Projeto QUALIS-RS tem um conjunto de características relevantes que contribuem para o seu sucesso, dentre elas: Corpo Técnico especializado; condições efetivas de implantação de desenvolvimento de práticas para ações de Segurança do Paciente; planejamento e implementação de planos e ações para a promoção das condições para a Acreditação – ONA; e participação de várias entidades e organismos locais no financiamento do Projeto, tornando-o mais acessível.

O RS ocupa hoje a sexta posição dentre os entes federativos com mais certificações válidas pelo Sistema Brasileiro de Acreditação da ONA. Atualmente, 20 entidades possuem o selo da ONA no Estado, sendo que destes, apenas cinco com selo de excelência (nível mais alto). “Este projeto busca criar a sinergia ideal que seja capaz de contribuir com a saúde não apenas do RS, mas do Brasil, gerando uma competição sadia em prol da seguranca do paciente”, resume Ruffini.

CNS e a ONA

A FEHOSUL é filiada à Confederação Nacional de Saúde (CNS), entidade máxima de representação dos estabelecimentos assistenciais de saúde no Brasil. A CNS, por sua vez, é uma das fundadoras da ONA (ocorrida em 1999, há 18 anos) e ocupa cadeira no conselho de administração da mesma, como entidade associada.